Competência


Competência

Tudo o que uma pessoa faz bem é resultado do desenvolvimento de sua competência. Se você quiser ser um bom pai, vai ter de expandir sua competência. Se quiser ser um empresário, também. Quando a pessoa pensa que a habilidade vem pronta, a frustração vai estar por perto.

A competência, por sua vez, é associada a três habilidades: estudo, treino e continuidade.

O estudo é fundamental para que você não gaste tempo inventando a roda ou repetindo os erros dos outros.

Muitos freqüentadores de minhas palestras me perguntam por que não conseguem estudar. Eu sempre digo:

“Você não consegue porque, no fundo, é orgulhoso. Não acha quem possa lhe ensinar o que não saiba”. As pessoas felizes têm a humildade de aprender com os outros, evitando os erros que eles já cometeram.

Tudo na vida é resultado de treino. Só adquirimos a competência assim. Se você é um grande cirurgião, você treinou arduamente para isso.

Mas, cuidado, esse processo não se resume apenas às coisas positivas; as negativas também estão incluídas. Os hipocondríacos, por exemplo, dedicam a vida inteira à procura de sintomas desagradáveis em seu corpo até que se tornam experts.

Vivem lendo bulas de remédio e tudo o mais que aparecer a respeito de doenças. Eles também conversam e pensam sobre enfermidades o tempo todo.

Há algum tempo, ouvi uma entrevista do Zico que falou que as pessoas ficavam espantadas ao virem ele treinando mais tempo que os outros , pois pensavam : “Para quê, se ele já é um dos melhores do mundo?”

Tempos depois, eu descobri que ele era o melhor do mundo porque treinava mais que os outros.

A competência também requer continuidade. Não adianta ser bom apenas por um dia. Tem de ser sempre.

Não adianta começar milhares de cursos, é preciso completá-los. Não adianta atender maravilhosamente bem um cliente e ser desatento com os outros.

Não adianta um único diálogo sensacional com o filho e distanciamento o resto do ano.

Quem consegue ser bom todos os dias, depois de um tempo, fica ótimo. Muitos processos de educação não dão resultados por falta de continuidade. As pessoas competentes concluem a trajetória a que se propuseram cumprir.”

Adaptado de um texto do Roberto Shinyashiki

Silvia Osso

Silvia Osso tem formação universitária e pós-universitária na FMU, Fundação Getúlio Vargas (SP) e Sorbonne (Paris). Pedagoga, psicóloga educacional (com especialização em tecnologia da comunicação) e empresarial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: