Está o vendedor em extinção?


Está o vendedor em extinção?

Hoje, quero debater com você uma afirmação que tenho lido e ouvido alguns palestrantes defenderem com entusiasmo, a de que a profissão de vendedor está com os dias contados. Muitos atribuem essa mudança à internet, garantindo que várias compras já estão sendo feitas via web, dispensando maiores apresentações. A internet tem batido recordes atrás de recordes e a expectativa é que ela alcance, somente no Brasil, a marca de R$24 bilhões movimentados no fim de 2009, um crescimento de 25% em relação ao ano passado.

Outros apostam que a internet não extinguirá totalmente a necessidade do contato físico, mas o limitará apenas a produtos ou serviços que precisem de um grande conhecimento técnico no momento da negociação. Nesse caso, profissionais que se autodenominam consultores de negócios se encarregarão de fazer o atendimento.

Particularmente, não acredito na extinção da profissão, pelo contrário, acredito que o vendedor é cada vez mais necessário, sobretudo devido à crescente falta de tempo e ao surgimento de mais e mais concorrentes. Assim como há cada vez mais informação, há também mais lixo e produtos e serviços descartáveis. A sensação de confusão e de não saber em quem acreditar ou o que comprar é crescente.

Quantos de nós já não fomos questionados por um consumidor com o orçamento do concorrente na mão solicitando o nosso diferencial por o preço estar mais caro? A tendência é essa realidade se tornar cada vez mais comum. Na minha opinião, os clientes não fogem dos vendedores, mas dos tiradores de pedido – e esses, sim, estão em extinção.

Aquele vendedor centrado apenas nas próprias metas, que costuma usar argumentos como “compra para eu bater a minha cota do mês” ou “me ajuda, vai” não inspira mais confiança. Também estão com os dias contados aqueles que não conseguem mostrar os diferenciais do produto e, portanto, apelam para preço ou desconto, e os que acham que o cliente será inocente o suficiente para acreditar quando eles denigrirem a concorrência.

E você, o que pensa a respeito? A profissão de vendedor, na sua opinião, está morrendo? Ou apenas se modificando? Escreva para a gente. Envie um e-mail para: leitor@editoraquantum.com.br ou participe da nossa enquete na Comunidade VendaMais (http://www.comunidadevendamais.com.br). As melhores e mais polêmicas opiniões serão publicadas na revista VendaMais.

Um abraço e boa$ venda$,

Raúl Candeloro

Site VendaMais http://www.vendamais.com.br
Twitter Raúl Candeloro http://twitter.com/raulcandeloro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: