O que parece bom, nem sempre é o melhor


Ano 7 – nº 41 – 09 de outubro de 2009



O que parece bom nem sempre é o melhor!

Sempre achei que as fábulas são uma excelente forma de transmissão de ideias, pois, na revista Motivação, a seção Contando História é uma das mais lidas. E, recentemente, utilizei uma fábula na e-zine. Resultado? Muitos leitores responderam pedindo mais fábulas.

Então, vou aproveitar a fábula Viver na cidade ou no campo?, de Esopo, para tratar de um tema bastante comum: a mania que as pessoas têm de achar que a vida dos outros é sempre melhor que a sua, arrumando, até mesmo, alguns problemas com isso. Acompanhe a fábula:

Um camundongo que morava na cidade foi visitar o primo que vivia no campo. O do campo era um pouco arrogante, mas queria muito bem ao primo, de maneira que o recebeu com satisfação. Ofereceu-lhe o que tinha de melhor: feijão, toucinho, pão e queijo.

O camundongo da cidade torceu o nariz e disse:

— Não sei como você consegue viver com esses pobres alimentos. Venha comigo e eu lhe mostrarei como se vive na cidade. Depois de uma semana lá, você ficará admirado de ter suportado a vida aqui.

Então, os dois se puseram a caminho. Tarde da noite, chegaram à casa do camundongo da cidade, que disse ao primo:

— Depois dessa caminhada, certamente você quer um refresco. E conduziu-o à sala de jantar, onde encontraram os restos de uma grande festa. Puseram-se a comer geleias e bolos deliciosos. De repente, ouviram rosnados e latidos.

— O que é isso? – perguntou, assustado, o camundongo do campo.
— São simplesmente os cães da casa – respondeu o da cidade.
— Simplesmente? Não gosto dessa música durante o meu jantar!

Neste momento, a porta se abriu e apareceram dois cães enormes. Os camundongos fugiram às pressas.

— Adeus, primo – disse o camundongo do campo. Vou voltar para minha casa.
— Já vai tão cedo? – perguntou o da cidade.
— Sim, já vou e não pretendo voltar – concluiu.

Na prática
E você, já desejou viver a vida de outra pessoa? Já se pegou pensando: “Fulano sim é feliz, ele tem a vida que eu pedi a Deus” ou “Beltrano não tem do que reclamar, pois ele possui o melhor cargo nesta empresa”.

Eu já me peguei com esses pensamentos, mas me dei conta, de uns tempos para cá, de que cada pessoa vive bons e maus momentos. Todo cargo ou profissão tem aspectos positivos e negativos. Ninguém vive na completa perfeição, mas muita gente demora a entender isso e passa anos sonhando com a vida dos outros enquanto faz da sua própria realidade um verdadeiro inferno.

Muitas pessoas até mudam de profissões, cidades e empresa porque acham que tudo será mais fácil baseadas somente nas experiências dos outros, como o personagem da fábula. Essas pessoas, e o camundongo do campo, só se esquecem de verificar antes se o melhor para os outros é realmente o melhor para elas. Então, antes de pensar que os outros têm uma vida ou algo melhor que você, analise todos os prós e contras, principalmente os contras, afinal, eles existem!

Um grande abraço e até a próxima semana,

Karen Jardzwski
Redatora-chefe da revista Motivação
karen@motivaonline.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: