Fala aos Cristãos

Fala aos Cristãos

Logo no começo do cristianismo, surgiram muitos fanáticos religiosos. Havia também aquela horda de pregadores que misturavam Jesus com outros cultos, bem como a onda de curandeiros oferecendo o evangelho e curas por dinheiro. Já no 1º século Jesus havia se tornado um bom negócio para muita gente!

“Se alguém ensina alguma doutrina diversa, e não se conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, é soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, injúrias, suspeitas maliciosas, disputas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade é fonte de lucro;” (I Timóteo 6:3-5)

Assim, o que o apóstolo Paulo diz, é que eles estavam cercados por gente que ensinava o que não tinha entendido, e que usava a Palavra de Jesus segundo as suas próprias de idéias cobiçosas; por tal razão, tornaram-se pessoas que não viam relação entre o Evangelho e piedade. Portanto, assim converteram-se em seres arrogantes e soberbos, visto que seu saber era apenas para consumo, posto que nada sabiam; pois quem sabe, sabe conforme a verdade e o amor.

Por isso é que as mentes das pessoas que sabem sem o coração ficam cativas dos processos de fantasia, e as suas emoções tornam-se por esta razão enfatuadas e delirantes; visto que se entregam às coisas que dizem respeito a lutas de superioridade, sempre batalhando por uma suposta verdade de sabedorias tolas.

Esse divorcio da verdade segundo a piedade e o amor é o berço de toda inveja, disputas de poder e contendas sobre a verdade, são verdadeiras blasfêmias. Isso leva tais pessoas a desenvolverem malícia, ódio e corrupção mental, pois tem compromisso com a supremacia e a persuasão, estão acostumados a tratar o Evangelho como um produto que lhes confira lucro: seja de dinheiro, seja de autoridade humana, seja de capacidade de influenciar, seja o poder da fama, ou ingerência manipuladora. Promovem campanhas de difamação, conforme o interesse, não podem mais imaginar nada sobre a verdadeira fé.

Consideram as escrituras; porém, buscam nelas supostas verdades como base para suas loucuras, na tentativa de encontrarem onde fundamentar a campanha contra os alvos de seu ódio. As coisas tomam dimensões e proporções inimagináveis; por exemplo, observe o modo como os cristãos tratam uns aos outros, e veja a multidão de espíritos imundos cheios de tudo aquilo que o apóstolo Paulo disse que aconteceria, as coisas estão ficando carregadas do anti-evangelho, do espírito de ódio desses supostos cristãos por outros cristãos.

Paulo diz da pessoa que desenvolve essa doença espiritual da fé como vantagem pessoal, e da piedade como vantagem: “Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé,…” (I Timóteo 6:10)

Leio muita coisa, artigos, opiniões, pensamentos, estudos, etc., e me pergunto: Meu Deus, isso ajuda a quem? Quem se edifica? Quem ama Deus um pouco mais depois disso? De que espírito eles são, se amam imaginar fogo dos céus caindo sobre os outros?

“Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão.” (I Timóteo 6:11)

Quem for sábio que cuide de sua alma, de sua mente e de seu espírito, e que não se corrompa. Fuja da mentira, do ódio e da ambição. Afasta-se das pragas espirituais, desamor, rancor, torpor, cinismo, malvadeza, vingança, e da mágoa. Ame o que seja simples como simples é a verdade em Jesus; E como ajuda, dedica-se a ler a Palavra, e a orar. Dedique mais tempo para discernir a Voz de Deus no Evangelho, uma dádiva da Graça.

“manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a sua esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que nos concede abundantemente todas as coisas para delas gozarmos; que pratiquem o bem, que se enriqueçam de boas obras, que sejam liberais e generosos, entesourando para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a verdadeira vida. (I Timóteo 6:17-20)

O que vejo dia a dia é uma Legião de espíritos imundos e cheios de ódio e blasfêmia com seus discursos sem benefício algum à alma humana e sem glória alguma para o nome de Jesus, usando do pretexto de suas emoções e fixações emocionais, psicológicas e espirituais, ficando cada vez mais sem amor e sem pudor para com o próximo.

Muita gente com o espírito ruim, encontra na internet o meio ideal para se expressar sem pudor, pois na virtualidade os mais covardes se tornam os mais ousados. O resultado disso é trágico, dia a dia sinto que eles ficam cada vez piores, vejo um crescente espírito de ódio, vingança e perseguição, ou de alegria na desgraça alheia.

‘Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta-te também desses.” (II Timóteo 3:1-5)

Estes que usam a palavra e a religião como fonte de poder ou riqueza, misturam o sagrado ao profano; cometem um mal maior que escravizar a mente dos seus seguidores; eles dão causa e motivo aos escarnecedores e blasfemos. Oferecem oportunidade ao maligno atacar tudo que é sagrado; eles desacreditam a virtude em troca de seus inconfessáveis desejos.

“Conjuro-te diante de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos, pela sua vinda e pelo seu reino; prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo, admoesta, repreende, exorta, com toda longanimidade e ensino. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas. Tu, porém, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.” (II Timóteo 4:1-5)

“O Senhor seja com o teu espírito. A graça seja convosco.” (II Timóteo 4:22) Amém.

HOME

Texto base: http://www.caiofabio.com
Texto final e Edção: E.Mucheroni 02/11/2007

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: