Nem sempre Deus abre o mar vermelho

Caro Calvino Brasil

Seu amigo Marco Antonio De Lima gostaria que você desfrutasse da seguinte reflexão:

Nem sempre Deus abre o mar vermelho

Os egípcios estavam perseguindo o povo de Israel, que fugira do
Egito. Seguindo as instruções de Moisés, o povo, de repente, depara
com o Mar Vermelho. E agora? Atrás, os egípicios, à frente, o mar, em
redor, montanhas e deserto. O povo clamou ao Senhor, e Ele abriu o
mar, por onde fugiram. Quantas vezes nos deparamos com situações
semelhantes, onde parece não haver nenhuma fuga possível. Clamamos ao
Senhor e o Mar Vermelho continua fechado, impedindo-nos de escapar.
Será que Deus mudou? Não, Deus é o mesmo Deus; Ele apenas não abre
sempre o Mar Vermelho. Há vezes em que esse é o caminho de salvação
que Ele nos preparou; outras vezes, Ele não abrirá o mar e permitirá
que soframos. Deus não abriu o Mar Vermelho para Jó nem para Jacó;
tampouco abriu para Estêvão. Pelo contrário, a salvação deles estava
justamente em permanecer no sofrimento, onde puderam ser
transformados e libertados por Deus. Precisamos confiar, não no Mar
Vermelho que se abre, mas no Senhor que nos conduz pelo deserto. Ele
é quem nos levará à boa terra pelo caminho que Ele mesmo escolher.

Fonte: livro ‘Em tudo uma lição – Base da vitória’

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: